Follow by Email

terça-feira, 3 de maio de 2011

Reiki

Tibetano e Kahuna
Sistema de canalização de energia cósmica, redescoberto pelo mestre Mikao Usui, que permite ao praticante reconectar a si ou a outras pessoas com o poder curativo interior.
Mais conhecido como uma técnica de imposição de mãos, atua principalmente no corpo energético do receptor. É como se o praticante fizesse uma massagem na aura do receptor, harmonizando os seus chacras (centros energéticos), para assim restaurar a harmonia em seus corpos: físico, emocional, mental e espiritual. E assim a energia vital recomeça a fluir livremente, proporcionando um estado de paz, serenidade, alegria, saúde, etc...
O Reiki é uma forma simples e prática de promover a recuperação e manutenção da saúde física, emocional, mental e espiritual, restabelecendo a harmonia e dissolvendo os bloqueios energéticos, melhora o sistema imunológico, tornando as pessoas mais resistentes às doenças, e aplicado constantemente, ocasiona mudanças na estrutura química do corpo, ajudando a restaurar os músculos, nervos, ossos, e a regenerar órgãos, ajuda a liberar as tensões bloqueadas atuando na origem dos problemas, que na maioria das vezes são criados por nossas emoções e atitudes mentais.
A energia Reiki rompe tempo e espaço, podendo ser enviada para reprogramar um dano emocional causado por um trauma do passado, ou programar um evento futuro.
Possibilita a expansão da consciência e o auto-conhecimento, permitindo-nos, conhecer e modificar as atitudes que ocasionaram os bloqueios responsáveis pela situação desarmônica em que nos encontramos, seja ela uma doença, vício, relacionamento, etc... proporcionando-nos uma vida mais amorosa, saudável, compreensiva e feliz.
CARACTERISTICAS DO REIKI
O Reiki está ao alcance de todos, inclusive crianças, anciãos e pessoas doentes. Não existe limitação para que nos tornemos um canal de Reiki.
O aprendizado em cada nível (exceto o mestrado) pode ser transmitido em um dia.
Não trata-se de sistema religioso, e/ou filosófico, nem tampouco necessita de objetos e/ou ferramentas para sua prática.
Após ser sintonizado energeticamente com o Reiki, ele estará disponível, imediatamente e por toda a sua vida, não sendo mais necessário nova ativação no mesmo nível, mesmo que você fique sem utilizá-lo por algum período.
A energia não é polarizada, sem positivo ou negativo (Yin e Yang).
Reiki é como ondas radiofônicas, pode ser aplicado no local ou à distância, com sucesso.
Atua no continuum de tempo/espaço (tempo e espaço são inexistentes), permitindo desta forma, reprogramar eventos passados e/ou programar eventos futuros (respeitando o livre arbítrio e as leis espirituais).
O terapeuta atua como um canal da energia cósmica, sem manipulá-la e ela é direcionada para onde é necessária. Por essa razão, não é necessário diagnóstico. O receptor a “puxa” conforme sua necessidade sem perigo de “overdose”.
A energia penetra qualquer coisa (inclusive o gesso), portanto, não é necessário despir o receptor.
O Reiki não utiliza a energia vital “ki” do praticante e sim a energia cósmica universal, desta forma ele o beneficia e energiza, não desgastando-o quanto mais o utiliza mais expande-se o seu canal e aumenta sua capacidade de cura1.
O Reiki é uma ótima ferramenta de equilíbrio de nossos centro energéticos.
O Reiki alivia rapidamente dores físicas.
Atua de forma holística, em níveis: físico, emocional, mental e espiritual, tratando, não apenas os sintomas, mas também a causa reconectando o receptor com a cura1.
Beneficia todo ser vivo, servindo para autotratamento, tratamento de outras pessoas, assim como os demais reinos, animal, vegetal e mineral.
Aumenta nossa energia em todos os níveis, possibilitando a expansão de nosso campo áurico, tornando-nos mais sensíveis, perceptivos, amorosos (estimula o amor incondicional), compreensivos e saudáveis.
O Reiki é um caminho de transformação interior e evolução espiritual
A técnica não fica obsoleta, é a mesma faz milhares de anos.
A técnica é segura, sem efeitos colaterais ou contra-indicações e é compatível com qualquer terapia ou tratamento alternativo ou convencional.
A prática do Reiki está inserida no contexto das práticas terapêuticas alternativas reconhecidas pela Organização Mundial de Saúde (O.M.S.).

Cura1 – a palavra cura, sempre que utilizada nesta apostila, refere-se à cura na visão holística, a restauração do equilíbrio e harmonia em níveis físico, emocional, mental e espiritual.
O APRENDIZADO
A metodologia de ensino de Reiki, respeita a sistematização elaborada por Mikao Usui e Chujiro Hayashi, conservando, assim, a essência do Reiki.
Originalmente o aprendizado era dividido em 3 níveis, porém, para tornar o terceiro nível (o nível de mestre) acessível a um maior número de pessoas, este foi dividido, por vários mestres em "mestre interior" e "mestre professor". A diferença está na autorização ou não de fazer sintonizações e transmitir esse aprendizado.
O primeiro nível é completo em si mesmo, o aluno terá a sua disposição essa dádiva 24 horas por dia pelo restante de sua vida, podendo compartilhá-la amorosa e compassivamente, com seus semelhantes e a natureza, mesmo que por algum tempo não utilize. Porém, se desejar, poderá continuar seu aprendizado, acessando a cada nível, novas ferramentas sagradas.
Iniciação de Cura
A Iniciação de Cura é uma bênção que só pode ser transmitida com o propósito de curar1 e não habilitará a pessoa a ser um terapeuta Reiki. Permite que a pessoa receba a fortíssima energia de cura1 gerada pelo processo de Iniciação, ou seja, energias curativas de alta freqüência, que atuarão constantemente em beneficio do receptor. Acredita-se que o receptor receba em uma única sessão o benefício da energia equivalente a 100 (Cem) aplicações convencionais de Terapia Reiki.
É recomendada em doenças terminais ou processos de desequilíbrio e emocional e mental antigos, também é muito benéfica no tratamento de drogas, álcool e outras dependências.
Pode ser feita em qualquer pessoa, não havendo uma condição prévia para receber essa Iniciação.
Nível 1 (O despertar)
O primeiro nível também é chamado de físico, já que a transmissão da energia Reiki produz-se por contato através das mãos do terapeuta para o paciente.
Conforme já dissemos, qualquer pessoa pode receber o primeiro nível de Reiki, não havendo uma condição prévia especial: os conhecimentos que se passam são simples e poucos, o que se ensina basicamente são as posições das mãos, por isso não são necessários conhecimentos prévios especiais para aprender a técnica Reiki.
As pessoas sintonizadas estão capacitadas a canalizar a energia vital cósmica através das mãos pelo simples fato de colocá-las sobre aqueles que devem ser harmonizados , inclusive elas próprias, animais e plantas. Não é necessário direcionar a mente, concentrar-se, fazer orações, acreditar ou desejar curar: O Reiki não precisa da nossa aprovação para agir. O primeiro nível de Reiki é completo em si mesmo, os canais permanecerão abertos pelo resto da vida do reikiano, mesmo que por longos períodos o iniciado não utilize a energia. Não há necessidade de receber outra sintonia no mesmo nível. Em todo o mundo é comum o iniciado participar, gratuitamente, de seminários do mesmo nível com outros mestres.
No nível 1, o tempo de um tratamento completo em si mesmo ou em outra pessoa leva de 60 a 90 minutos.
É recomendável após a iniciação de nível I, a troca de energia Reiki entre reikianos. Esta troca trará mais segurança ao praticante que vivenciará também a experiência de receptor de Reiki.
É conveniente começar consigo mesmo diariamente e, posteriormente, dar tratamento a familiares e amigos. Essa prática não irá melhorar a qualidade da energia que fluirá de suas mãos, mas sim, enriquecerá sua bagagem de conhecimento com relação a tempos e posições que visam a alcançar os centros energéticos mais importantes (chacras), meridianos e órgãos, em busca de uma harmonização completa.
No primeiro seminário o reikiano aprenderá também a história do Reiki. Por tratar-se de uma energia amorosa é natural que durante o seminário os participantes criem uma relação de amizade e amor.
Neste nível o praticante é sintonizado com o primeiro símbolo sagrado do Reiki que lhe é ensinado (em algumas escolas ele só é ensinado no segundo nível “as duas formas são corretas”).
Nível 2 ( A Transformação)
Conhecido também como nível mental, pois o iniciado trabalhará problemas mentais e emocionais.
Neste nível o praticante é sintonizado com mais dois símbolos sagrados do Reiki que lhe são ensinados. Os diferentes tipos de tratamentos dependem da combinação que se faz desses três símbolos (ensinados no 1º e 2º níveis) .
Fazemos o segundo nível quando sentimos necessidade de um crescimento maior e de maior conhecimento em relação à energia. O processo de sintonização fornece um salto no nível vibratório pelo menos duas vezes maior que o experimentado no nível 1. Os símbolos ensinados podem ser usados também para enviar energia à distância, ao passado e futuro.
O nível 2 dá grande ênfase ao ajuste do corpo sutil (mental/emocional) e não ao corpo físico, que é focalizado no nível 1.
O nível 2 não é um aperfeiçoamento do primeiro, já que cada um é um módulo completo e perfeito que se fecha em si mesmo; não pode ficar implícito que o aluno do segundo nível seja melhor canal que um do primeiro ou mesmo que o tratamento pessoal do segundo sejam superiores, em geral quando chegamos no segundo nível valorizamos ainda mais o primeiro.
O aluno que recebe a iniciação do segundo nível precisa de muito menos tempo do que antes, mais ou menos 15 a 20 minutos. Vale registrar que, com os símbolos, a cura ocorre também em nível físico em grande quantidade devido às vibrações potencializadas envolvidas no processo. No segundo nível temos de refundamentar a maneira atual de explicar os conceitos de tempo e espaço (distância), pois quando trabalhamos com os símbolos a energia atua em uma outra dimensão onde ocorre o “continuum” de tempo/espaço.
Nível 3A ( A Realização)
Também conhecido como o grau do mestre interior ou consciência. O aluno aprende o símbolo do mestrado e será capaz de realizar na vida seus desejos e sonhos. Essa iniciação não qualifica o aluno ainda a ensinar o Reiki: sua utilização fica limitada ao uso pessoal.
Os bons mestres dão grande atenção ao tempo transcorrido entre esse e o nível anterior para que haja um amadurecimento profundo e consciente.Esse período, compreendido entre o nível 2 e 3A, pode variar de três a doze meses. O terceiro nível requer extremo cuidado, pois o volume de energia envolvido no processo de cura é muito grande, e é importante atentar para uma alimentação saudável e exercícios de desenvolvimento pessoal.
Nesse nível recebemos um símbolo sagrado que serve para amplificar e intensificar os efeitos dos símbolos recebidos nos níveis anteriores, capacitando o aluno a harmonizar e curar um grande número de pessoas, uma multidão, estados e até países. Podemos ser agentes da regeneração planetária.
O terceiro nível leva o aluno a encontrar sua verdade mais real, a tocar seu próprio karma, o aprendizado consciente e constante.
Nível 3B ou Mestrado
O nível 3B é o de mestre de Reiki, também chamado de espiritual ou de professor.
A pessoa que é sintonizada como mestre de Reiki recebe os conhecimentos de como iniciar novos reikianos. Essa iniciação não obriga ninguém, a ensinar, e assim, casa vez mais pessoas decidem fazer tal escolha dentro de uma visão de crescimento interior. Este é um aprendizado bem mais extenso que os anteriores.
É fundamental ao novo professor considerar e respeitar o trabalho realizado por todos os mestres que o antecederam.
O mestre de Reiki é uma pessoa capacitada a iniciar outras pessoas e não pode e nem deve ser tomado como um exemplo do ponto de vista moral, ético ou espiritual. No momento da ativação, todos os mestres de Reiki são iguais, a variação ocorre na capacidade didática de passar os conhecimentos teóricos que se fazem necessários. Ter recebido a iniciação do mestrado não garante que o novo professor esteja pessoalmente orientado, este deve aprender a não emitir opiniões nos seminários com relação as crenças pessoais, políticas, filosóficas, religiosas, ideológicas ou espirituais dos alunos, pois o Reiki harmoniza-se perfeitamente com todas elas, tornando-as, inclusive, mais fortes e claras em alguns casos. Os alunos são absolutamente livres e não tem nenhum grau de dependência com relação ao mestre, ou à instituição a que possam pertencer.
O mestre, ao receber a iniciação ao mestrado, assume o compromisso de transmitir o Reiki de forma como vem sendo feito desde o redescobrimento; é comum dar assistência a todo praticante independente do mestre com quem tenha estudado.
SINTONIZAÇÃO ENERGÉTICA (INICIAÇÃO)
A Iniciação é um ritual sagrado onde um mestre devidamente habilitado através de atitudes e movimentos específicas, possibilita a abertura e alinhamento dos canais energéticos (chacras) para que a energia cósmica seja canalizada pelo praticante e ele possa atuar como canal para a cura (harmonia e equilíbrio em níveis físico, emocional, mental e espiritual) de si próprio, de seus semelhantes, assim como de todos os reinos e elementos da natureza.

Após a Iniciação, o praticante passa por um processo de realinhamento e purificação energética que tem a duração de aproximadamente 21 dias.

Durante este realinhamento é possível que percebamos algumas reações em nossos corpos (principalmente o emocional e o físico) como emoções e sentimentos que mostram-se com maior clareza, muitas vezes despertando mudanças e/ou liberações físicas como diarréias, problemas digestivos, febres, afloramento de pequenos problemas que pareciam resolvidos, etc...

Em geral, reações físicas ocorrem com mais freqüência em pessoas que estão iniciando sua caminhada espiritual. Qualquer processo de iniciação desperta para solução de conflitos internos que estejam escondidos e que nem preocupam, visto que dormentes.

Embora esse realinhamento aconteça com toda pessoa Iniciada, nem sempre os efeitos são perceptíveis.

Durante o processo é aconselhável desenvolvermos o hábito de auto-aplicação, preferencialmente ao acordarmos e antes de dormirmos.
Os cinco princípios do Reiki


Os preceitos do Reiki.
O que é considerado como princípios do Reiki, na verdade para os japoneses e antigos praticantes do Reiki é um Kotodama, ou conjunto de preceitos que devem ser repetidos pela manhã e pela noite por possuir uma alma e por isso possuir energias curativas. São eles:
  • Só por hoje:
Não se preocupe
Não se aborreça
Honre pais e mestres
Trabalhe honestamente
Seja gentil com todos os seres
Para Usui Sensei, estes ensinamentos deveriam ser tratados como mantras e por isso sempre recitados para que se possa alcançar paz e iluminação.


ALGUNS BENEFÍCIOS DO REIKI
Relaxamento profundo Eliminação de bloqueios
DesintoxicaçãoAumento da Freqüência Vibratória
Equilíbrio do ser Complementa tratamentos médicos
Ajuda a tratar depressões e angústiasRemove o stress

Nenhum comentário:

Postar um comentário