Follow by Email

quarta-feira, 26 de novembro de 2014

13. salario.. como administrar essa renda extra.

Dicas para terminar o ano com as contas em dia

 

Chegar ao final de ano cheio de dívidas não é muito agradável, principalmente se não temos dinheiro para quitá-las. Não estou falando das contas que ainda estão por vencer, estas não precisam ser quitadas antecipadamente, a menos que você consiga um desconto razoável. Estou falando das contas que já estão vencidas e daquelas que irão vencer até o final do ano.
Para quem está empregado existe uma salvação. O 13º salário pode resolver todos os seus problemas. Como o próprio nome já diz, ele é um salário extra além dos 12 meses trabalhados. Você vai receber o equivalente a dois salários completos em um único mês. Deveria ser utilizado para propiciar um final de ano com mais fartura, mas é uma chance para não terminar o ano cheio de dívidas.
Aliás, pesquisas comprovam que a maioria das pessoas utilizam este dinheiro extra para pagar contas. Deixando assim sua principal finalidade de lado.
Na maioria das vezes as pessoas não planejam seus gastos e ao chegar o final de ano são obrigadas a utilizarem o 13º salário para pagar contas. Esta é a melhor maneira de não terminar o ano endividado. Caso você perca esta oportunidade, a tendência é se endividar ainda mais.
No início do ano surgem despesas extras, então é melhor terminar o ano com as contas em dia para não se complicar depois.
Outra maneira para recuperar o poder de compra é utilizar o cartão de crédito para compras sem juros. Por exemplo, se você vai comprar um objeto e o preço parcelado é exatamente o mesmo para pagamento a vista. É interessante parcelar, porque assim você irá prolongar o pagamento das parcelas e vai deixar de desembolsar uma determinada quantia imediatamente. Vamos supor que você tem uma dívida de R$ 1.000,00, utilize o 13º salário para quitá-la, depois faça compras parceladas no cartão de crédito. Assim você se livra da dívida vencida e faz uma nova, a diferença é que você irá pagar uma pequena parcela mensalmente.
Só não caia na besteira de pagar apenas uma parte da fatura do cartão de crédito. Pague-a integralmente, ou melhor, deixe a fatura ser descontada diretamente de sua conta corrente. Assim você nem ao menos irá cair na tentação.

 

Nenhum comentário:

Postar um comentário